Elefantes interagindo - princípios para um santuário

Princípios Para Um Santuário de Elefantes

O Santuário de Elefantes Brasil sustenta que os santuários de elefantes devem ter os seguintes princípios:

• Ter uma declaração específica da missão que incorpore objetivos de bem-estar.

• Receba elefantes cativos ou órfãos selvagens resgatados, que possam precisar de cuidados de cativeiro para o resto de suas vidas ou que possam retornar à vida selvagem em lugar e tempo apropriados.

• Avaliar as necessidades individuais de cada elefante e antecipar como as mesmas mudam ao longo do tempo.

• Desenvolver um programa flexível de gerenciamento para cada elefante que leve em consideração sua história particular, desde o período anterior à sua transferência para o santuário até sua liberação na natureza ou sua morte.

• Procurar estabelecer uma vida social natural para cada elefante, que construa, reforce e mantenha a competência social, a confiança e a resiliência.

• Assegurar que todas as interações entre homens e elefantes sejam designadas para reforçar positivamente cada elefante nos passos que o levem em direção a uma vida natural.

• Oferecer um programa de cuidados ininterrupto (24 horas) para todos os elefantes.

• Prestar cuidados de saúde apropriados, com uma visão holística da saúde e do bem-estar do elefante, abordando os problemas subjacentes e não os sintomas.

elefantes_africanos_migracao - princípios

• Contratar tratadores sensíveis às necessidades dos animais e garantir que programas de treinamento sobre cuidados e comportamento de elefantes estejam de acordo com o melhor interesse dos mesmos.

• Apoiar a saúde e o bem-estar dos funcionários e suas famílias e reconhecer a sua dedicação e serviço.

• Implementar boas práticas, incluindo as práticas de resposta de emergência e práticas que garantam a segurança dos elefantes e dos humanos.

• Desenvolver um plano de negócios para apoiar a sustentabilidade financeira e ecológica de todas as operações do santuário.

• Usar sistemas legais e profissionalmente reconhecidos, de gerenciamento de recursos ambientais, financeiros e humanos.

• Utilizar sistemas de controle legalmente estabelecidos.

Compartilhe!